23 de dezembro de 2007

Gaborin Gaboriela

Uma das coisas que eu só contei pra algumas pessoas é o porquê do cognome Gaborin Gaboriela. Quem ouve a historinha acha super fofa e é assim:
Quando eu era pequena (nossa, esse blog é quase um livro de recordações da infância, não???), meu pai, um piadista nato e exímio criador de apelidos, elaborou o Gaborin, um tempo depois, provavelmente por causa da sonoridade, ele acrescentou o Gaboriela!
Eu rachava o bico... adorava quando ele me chamava assim... Sempre gostei dos meus apelidos, eles sempre foram engraçados ou carinhosos.... Acontece que justamente esse ficou esquecido por um tempão, escondidinho naquela última gaveta da memória.
Claro que o apelido oficial é Gabi, mas com o tempo vieram o Gabyte (da turma do cursinho), Gabé (pra diferenciar de uma outra Gabi), Vrishka (que fui eu que criei, serviu de nick na net por um tempo), Gabyzinha (já que sou pequeninha) e outros que agora eu não lembro porque duraram pouquinho....
Aí um dia, almoçando com o pessoal do trabalho, nos detivemos em lembrar dos nossos apelidos. Alguns contavam as mágoas e outros as alegrias que os apelidos geraram durante suas vidas e eu lembrei do Gaborin. Lembrei meio sem lembrar... mas a ideia ficou comigo uns dias.
Acontece que nesse período eu estava bem de saco cheio de diversas coisas, um ano antes tinha terminado um namoro muito longo, e umas semanas antes tinham terminado comigo um namoro mais curto, mas mesmo assim intenso. Aí num tinha como, né? Estava tão cansada de tudo que qualquer coisa o que envolvia os namoros, ou a época em que passei ao lado dos ex me deixavam profundamente enjoada. Como já tinha mudado o e-mail, resolvi mudar o blog, no caso, eram dois blogues, apelidos no MSN, etc... E o que mais meu do que o Gaborin? O que mais desvinculado de estranhos do que eu mesma?
Mas não lembrava da história tão bem... Peguei o telefone na hora e liguei pro meu pai e perguntei a ele qual era a explicação pro apelido. Depois de ter ficado super feliz de eu ter ligado assim à toa (hehehehe... carência), ele explicou que o Gaborin Gaboriela nada mais é que uma mágica, ou melhor, palavras mágicas. São as palavras que aquele que repetir por três vezes, se não tiver minha presença em pouco tempo, terá a minha lembrança e ficará feliz, assim como ele sempre ficou toda vez que as repetia.
Assim como já tinha a simpatia ao nome devido à sonoridade, me apaguei mais ainda por conta do carinho com que foi criado, um presente doce da infância que vai sempre me acompanhar por ser especial, por ter sido pensado e imaginado com um amor sem tamanho e que será único, sempre.

12 comentários:

  1. Repetirei 18 vezes, pra não sair da lembrança.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a história flor, fofissima...bjs

    ResponderExcluir
  3. Que história bonitinha!

    Feliz Natal menina Gaborin!

    Beijo da Mala (não que eu goste do apelido mas....!)

    ResponderExcluir
  4. Posso adotar seu pai?!?
    XD
    Falando agora sério, de fato a história do apelido é muito fofa.
    E vou muito bom ver como todos passamos por fases que a única forma de prosseguirmos é nos reinventando.

    ResponderExcluir
  5. Hahaha, desde que te 'conheci' fiquei pensando no seu nome... Não tinha nenhuma ligação pra mim, embora eu pensasse em Gaboriela como uma tentiva de dizer seu nome em japonês... era mais ou menos isso que ficaria: Gaboriera... Mas o Gaborin, pra mim ainda não tinha nexo... Agora entendi...
    Vou dormir esta noite sem tantas perguntas na cabeça, hahahahahahaha
    Beijo querida!

    ResponderExcluir
  6. Que delícia de história!
    Eu nunca tive apelidos, até vir morar em Sampa.
    Aqui, deixei de ser Edilene para virar Didi, Didica, Dix, Didizinha e todo tipo de variação em torno do mesmo tema.
    Certamente não tem o romantismo da sua história, mas já não me vejo mais Edilene. Quando alguém me chama assim, ou é minha mãe querendo falar comigo ou é alguém querendo briga....hehehehehe

    ResponderExcluir
  7. Ah que delícia de história! Os apelidos são a maneira de sermos únicas e especiais, ainda mais um apelido dado por pai né? Você é uma fofa. Ahh, obrigado mesmo por matar minha curiosidade! haha

    ResponderExcluir
  8. Tão linda a origem do teu nome :D
    Nada acontece ao acaso....
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Quando achei seu blog achei o nome super simpático agora então !!!!!!!! Uma delícia mesmo !!!!!!!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  10. Amei a história do Gaborim, Gaboriela, acho lindo!

    ResponderExcluir

Opinem, desabafem, reclamem, etc... Mas vamos ser finos, ok?
Comentário deselegante, agressivo ou que não traga nada de bom aos leitores não será aprovado!
Se a sua opinião for contrária à minha, terei prazer em publicar, mas desde que você use bons argumentos e não ataque ninguém, direta ou indiretamente.
Beijinhos na alma!
Gabi