7 de maio de 2013

Lambeijos da Pixie no Linu!

Enfim a paz passou a reinar plenamente aqui em casa!

Acabaram as vocalizações da Pixie, as birras e as fugas! Agora ela quer estar junto quando o Linu está, voltou a pedir carinho, a trazer a bolinha, a miar do jeitinho que só ela sabe para me chamar.

Ainda mais que esfriou, ela está cada vez mais denguinho comigo e consequentemente com o Linu, que ainda é muito bebe e que pede colo a todo momento!

Como ela está aceitando cada vez mais o novo bigodinho, resolvi colocá-lo junto dela para, quem sabe, acostumar os dois a dormirem na mesma caminha!!!

E para minha surpresa, ela não só aceitou a presença dele como passou a limpá-lo com suas vigorosas lambidas!

Vejam só o vídeo, que graça!!!


E agora, além dela procurá-lo para fazer a higiene básica, se ele está em meu colo, ela corre para deitar juntinho!

Mas que fique claro, só pq está frio!!!

A Pixie deixou a ciumeira de lado e adotou o pequeno! Eles brincam bastante, ficam juntos, se procuram mutuamente e ela percebeu que ela continua sendo a nossa Pipi, nossa docinho..... Sempre será!

Adoramos esses dois!

Esta é uma publicação do Gaborin Gaboriela. Se você leu em qualquer outro lugar sem os créditos, ele foi surrupiado sem autorização! Avise-me!
From Gaborin Gaboriela

8 comentários:

  1. Qualquer dia desses o Ju vai ter que pedir autorização pra chegar perto de você....heheheheh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Didi, não duvido, se bem que quando estamos deitados juntinhos, a Pixie vem e se enfia entre os dois. Não sei se por ciúme ou pra se aquecer!
      Beijocas

      Excluir
  2. Que história mais fofinha!!Mas eu tenho uma vontade de apertar essas orelhinhas em pé!! O Raca "sofre" por aqui! rsrsr Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Linu não curte muito que encostemos em suas orelhas, o negócio com ele são as beijocas! Beijo ele todinho, esse magrelo!
      Gente, gatinhos são viciantes!

      Excluir
  3. Gabi, tudo bem?? Tenho uma gata de 6 anos, ela não aceita outro gato por nada nesse mundo, todos os gatos que aparecem no quintal de casa ela corre e expulsa eles, com exceção de gatos menores, porém o comportamento dela muda totalmente.. Um dia desses deixaram uma gatinha bebê no meu portão... era um bebe mesmo.. como o pessoal sabe que eu tenho gatos e amo, eles deixam lá como se lá fosse um lar para gatos (rsrsrsrs)... Bom como o gato era muito pequeno... alimentamos ele, fizemos uma cama bem quentinha e tudo mais.. só que minha gata não saia debaixo da cama e quando saia ficava na laje ou em cima do muro.. a gente tentava chegar perto dela para fazer um carinho como sempre e ela ficava arrisca e começava a resmungar como se fosse nos atacar... conclusão tive que doar o gatinho na noite anterior para uma colega pois a situação da minha gata era de dar dó... Depois q deixamos o gato com a minha colega e voltamos pra casa a gata voltou a ser oq era... Oq eu faço?? Queria ter outros bichinhos mais não quero que minha Mayla vá embora....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pamella, não sou especialista em gatos (assim como vc, eu sou apenas uma adoradora!), mas lendo na internet sobre comportamento dos bichanos, aprendi algumas coisinhas: Sua Mayla é castrada? Se não for, ela pode estar sendo territorialista.
      Pode ser a personalidade dela.... Ela não aceitará outros peludos, pois ela é sozinha!
      Agora vou dar o testemunho do que aconteceu aqui em casa, mas nem sempre será assim: o gato percebe o outro pelo cheiro, por isso, passamos essência de baunilha (esses de comida), logo no começo. A Pixie vocalizou (fez barulhos estranhos, como rugidos) pra nós durante 3 dias seguidos. Quando ela sentia um cheiro mais forte do Linu, daí que ela ficava barulhenta. Somente depois de 5 dias, quando ela deixou de estranhar o cheiro dele (graças à baunilha que foi passada nos dois), foi que ela o viu pela primeira vez! As vocalizações voltaram a acontecer. Esse processo de um gato ver o outro foi diário e gradativo: cada dia eles ficavam juntos um pouquinho a mais.
      A Pipi não aceitava ficar perto, não aceitava carinho, me mordia com força, não brincava mais.... Ficou uma chata!
      Mas não desistimos: Demos muitas guloseimas pra ela, nunca demos bronca quando ela rosnava pro Linu, falávamos de forma muito carinhosa com ela enquanto ele estava perto, cobríamos ela de dengos. Daí ela começou a associar que a presença do outro gato era gostosa, que ela ganhava atenção e carinho quando ele estava perto.
      Esse processo demorou 15 dias. Depois desse período, rolava uns FUUUUUSSSS e umas patadas, mas cada vez menos (e a baunilha não precisou mais ser usada). Esse vídeo só rolou depois de três semanas....
      Agora ela raramente se estressa com ele...
      É um processo demorado, que você precisará ter MUITA paciência e mostrar que sua Mayla é e continuará sendo a rainha da casa!
      Mas nunca, nunca mesmo se desfaça de sua gata... Ela já é uma adulta, ama vocês e seria uma crueldade imensa abandoná-la ou doá-la!
      Tenha paciência que tudo dará certo!
      Um beijo e boa sorte!

      Excluir
  4. Poxa Obrigada!!!! Eu fiquei com medo dela ir embora por isso dei o gatinho... ela é castrada sim... Tenho muito medo que ela vá embora como a mãe dela fez... Sim a filha pós a mãe pra correr... Minha Pitt foi embora uma gata linda que eu amava muito... um dia simplismente não apareceu para me dar boa noite quando chegava do trabalho, ela sempre me esperou.... Se eu vir a ter outro gatinho eu vou fazer a experiência da Baunilha pra ver... Muito obrigada viu.. vcs foram mais fortes que eu e tiveram mais paciencia.... Parabéns pelo Blog eu conheço faz pouco tempo e me apaixonei pelas artes... Continue fazendo videos eu me inspiro muito nos seus trabalhos de scraps um grande beijo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Pamella, não sei como é sua casa, mas você já pensou em telar as janelas e parte do quintal para que ela não possa fugir? Acho que somente assim você evitaria fugas e escapadelas, bem como de outros gatos entrarem (e gente estranha de maltratar sua pequena).
      Tivemos paciência mas meu marido estava com a ansiedade a mil, coitado! Mas estudamos bastante em vários blogs sobre comportamento de gatos e tentamos! Por sorte, tudo correu bem!
      Um grande beijo e volte sempre!

      Excluir

Opinem, desabafem, reclamem, etc... Mas vamos ser finos, ok?
Comentário deselegante, agressivo ou que não traga nada de bom aos leitores não será aprovado!
Se a sua opinião for contrária à minha, terei prazer em publicar, mas desde que você use bons argumentos e não ataque ninguém, direta ou indiretamente.
Beijinhos na alma!
Gabi